SEJA BEM-VINDO!
Educação de excelência
Equipe formada por grandes referências profissionais em âmbito
nacional e internacional
Nosso diferencial
A escolha de um corpo docente diferenciado com experiência clínica consolidada e sustentada pelo conhecimento científico
Aplicabilidade prática
Nossos cursos capacitam o profissional para a prática clínica e inserção no
mercado de trabalho
Conheça nossos cursos com
vagas abertas
Quer receber em primeira mão as novidades e conteúdos da Baracho Educação?
acompanhe aqui os depoimentos
HISTÓRIAS DE QUEM JÁ APRENDEU COM A GENTE
Mais conhecimento, trocas e conteúdo
Blog da baracho
Blog da Baracho

Fatores de risco para a incontinência urinária

Primeiro vamos entender o que é um fator de risco:
Simplificando, fator de risco é alguma exposição que aumente a probabilidade de ocorrência de uma doença. Conhecer e quantificar os efeitos de um fator de risco, especialmente aqueles modificáveis, pode ajudar a identificar possíveis ameaças a saúde e a preveni-las.

São fatores de risco para IU, descritos na literatura (Dumoulin et al, 2018) a gravidez, o trabalho de parto e o parto vaginal (versus cesariana). A força dessa associação diminui com a idade. Sabe-se também que o parto vaginal operatório aumenta o risco de desenvolvimento de incontinência urinária quando comparado ao parto vaginal não operatório e que a cesariana não é considerada protetiva.

Mas não apenas gravidez e parto são fatores de risco. Temos também a idade, obesidade, menopausa, atividade física de alto impacto e que aumentem excessivamente a pressão intra-abdominal, tabagismo e tosse crônica.

O mais importante disso tudo é identificar os fatores de risco e modificar aqueles que podemos, como a obesidade, a atividade física de alto impacto, o tabagismo e a tosse crônica.

Nós Fisioterapeutas temos também um papel muito importante no treinamento dos MAP, que comprovadamente previnem e tratam a incontinência urinária.

Gostou? Curta, salve, comente e compartilhe!